Oficina de Artes e Direito I

Ementa: 

DISCIPLINA SEM OFERTA NESTE SEMESTRE: PERTENCE AS SÉRIES INICIAIS DE CURRÍCULO EM PROCESSO DE EXTINÇÃO.

Expressão artística e formas jurídicas. Arte como índice de construções ideológicas. O problema da interpretação nas artes e no Direito. Ética e estética.

OBJETIVOS PEDAGÓGICOS
Competências
(i). Leitura crítica de diferentes cenários.
(ii). Estabelecimento de relações e de contrastes entre discursos de natureza diversa.
(iii). Construção de repertório de estratégias interpretativas.

 

Habilidades
(i). Apropriar-se da experiência estética como instrumento para expandir o repertório de estratégias interpretativas.
(ii). Estabelecer relações entre perspectivas estéticas, construções ideológicas e formas jurídicas.

Bibliografia: 

REFERÊNCIAS OBRIGATÓRIAS
POSNER, Richard A. Law and Literature. Cambridge: Harvard University, 1998. Revised and updated edition.
FISH, Stanley. Doing What Comes Naturally. Durham and London: Duke University Press, 1989.
MAQUIAVEL, Nicolau. A Mandrágora. São Paulo: Estampa, 1987.

REFERÊNCIAS COMPLEMENTARES
EAGLETON, Terry. Ideologia da Estética. São Paulo: Jorge Zahar, 1993.
ECO, Umberto. Interpretação e Superinterpretação. 2.ed. São Paulo: Martins Fontes, 2001.
HAUSER, Arnold. História Social da Arte e da Literatura. São Paulo: Martins Fontes, 1995.
TAYLOR, Charles. Modern Social Imaginaries. Durham and London: Duke University Press, 2004.
WÖLFFLIN, Heinrich. Conceitos Fundamentais da História da Arte: o Problema da Evolução de Estilos na Arte. 3.ed. São Paulo: Martins Fontes, 2001.

Portal FGVENG

Escolas FGV

Acompanhe na rede