Depoimento de Bruno Haidar, ex-aluno da clínica

A Clínica de Direito Penal também acompanha os movimentos do direito penal internacional. Bruno Haidar, ex-aluno da Clínica, participou de julgamentos do Tribunal Internacional de Haia, um dos quais julgou Ratko Mladic, ex-chefe do exército da República Sérvia durante a guerra da Bósnia na primeira metade da década de noventa. Leia abaixo o seu depoimento:

"O advento do Tribunal Penal Internacional foi um marco significativo para o direito penal e uma forte demonstração da atuação dos Estados na luta contra as violações mais graves aos Direitos Humanos. Minha experiência em Haia evidenciou que a comunidade internacional crescentemente se mobiliza para tentar conciliar a apreensão de perpetradores com um julgamento justo e pautado no valor da ampla defesa. Passei alguns dias visitando o Tribunal para a Ex-Iugoslávia, a Corte Especial para a Serra Leoa, o Tribunal Especial para o Líbano e alguns outros.

O TPI é uma experiência relativamente nova e ainda tem muito que expandir, mas partindo do pressuposto de que muitos países não têm a capacidade de julgar grandes líderes que cometem crimes contra a humanidade e crimes de guerra em escalas colossais, é razoável dizer que é um grande primeiro passo na proteção dos direitos humanos."

Portal FGVENG

Escolas FGV

Acompanhe na rede