FGV Direito SP reúne especialistas para debater ensino participativo a distância

07/12/2017
ead

O Núcleo de Metodologia de Ensino (NME) da FGV Direito SP realizou, em 6 de dezembro, um encontro para debater o ensino participativo a distância. O evento Ensino participativo a distância: é possível? contou com a presença de especialistas da área da educação a distância e da área de tecnologia da informação para discutir os principais desafios e oportunidades de um ensino a distância participativo e de maior qualidade.

O evento se insere em um contexto no qual a crescente facilidade de acesso às novas tecnologias, atrelada à grande demanda pela democratização do acesso ao ensino superior no Brasil, tem sido um incentivo para a popularização dos cursos a distância. Nos últimos anos a modalidade teve um percentual de volume de ingressos bastante expressivo, ao contrário do ensino presencial, e, segundo o Ministério da Educação e Cultura (MEC), em cinco anos a educação a distância deverá responder por metade das matrículas na educação superior brasileira.

De acordo com a professora Marina Feferbaum, coordenadora do NME, neste cenário, tutores, desenhistas instrucionais e conteudistas serão em grande parte responsáveis pela qualidade do ensino superior brasileiro. “É preciso pensar em como os responsáveis por cursos a distância podem melhorar o que já fazem, utilizando novas metodologias de ensino a distância combinadas com diferentes ferramentas tecnológicas disponíveis”, afirma.

Durante o encontro, também foram trazidas ao debate reflexões decorrentes da primeira edição do programa de certificação a distância de professores para o ensino superior, realizado pela FGV ao longo de 2017 por meio de quatro cursos online oferecidos pela FGV Direito SP e pelo IDE.

O evento, aberto pela coordenadora institucional e vice-diretora da FGV Direito SP, Adriana Ancona de Faria, e pelo diretor de programas e processos acadêmicos do Instituto de Desenvolvimento Educacional (IDE) da FGV, Gerson Lachtermacher, contou com a participação dos pesquisadores do NME Guilherme Klafke, Stephane Lima, Luiza Corrêa, e com Mary Murashima, Maristela Tavares, Carolina Mendonça e Sandro Bonadia, respectivamente diretora, superintendente de produção, coordenadora de produção e coordenador de recursos tecnológicos da FGV SOL. Também participaram das duas mesas de debates do evento Maria Alice Passos Mendes, superintendente de produto online da FGV; Maria Alice da Justa Lemos, superintendente de controles internos da FGV; Márcio Sanches, coordenador da Universidade Corporativa do Sindicato das Mantenedoras de Ensino Superior (Semesp); Flávio Roberto Bueno, especialista em desenho institucional; os tutores Cláudia Acosta, Leilani Dian Mendes, Clio Radomysler; e os alunos do programa de certificação a distância Júlio César Ferronato e Luciana Ribas.

Comentários

O conteúdo deste campo é privado não será exibido ao público.
CAPTCHA de imagem
Digite o texto exibido na imagem.
To prevent automated spam submissions leave this field empty.