Prêmio Esdras de Ensino do Direito

Como forma de reconhecer práticas de ensino jurídico participativo em todo o país, a FGV Direito SP lança a 2ª Edição do Prêmio Esdras Borges Costa de Ensino do Direito.

Regulamento do Prêmio

Edital Prêmio Esdras

O Prêmio Esdras destina-se a professores que lecionam disciplinas jurídicas em cursos de Direito ou disciplinas jurídicas em cursos de outras áreas de conhecimento no Brasil, tanto de graduação quanto de pós-graduação. O prêmio abrange qualquer atividade de ensino participativo que tome o aluno como o principal agente da sua própria aprendizagem. 

Nesta 2ª edição, o prêmio principal será de R$ 5.000,00. Como forma de reconhecer o bom trabalho desempenhado Brasil afora, a cada edição do Prêmio Esdras haverá uma premiação para as melhores atividades. Para prestigiarmos ainda mais os autores e levarmos essas práticas a professores que queiram aplicar os métodos em seus cursos, as atividades indicadas pela Comissão Julgadora serão inseridas no Banco de Materiais de Ensino Jurídico Participativo.

 

Nossos objetivos

O Prêmio Esdras tem por objetivo fortalecer a metodologia de ensino da Escola, que adota o protagonismo do aluno como base de todo o processo de aprendizagem, por meio da identificação de experiências semelhantes em outras instituições de ensino de Direito no Brasil. Pretendemos criar um círculo virtuoso no ensino jurídico brasileiro, que coloque a reflexão sobre as práticas docentes dentro e fora da sala de aula no foco da discussão.

Por meio do Prêmio Esdras, intensificamos a nossa atuação para aumentar a qualidade do ensino jurídico brasileiro. Acreditamos que podemos atingir um patamar superior por meio do incentivo à adoção de métodos de ensino inovadores, que apresentem uma alternativa ao modelo tradicional de aula expositiva, e mostrem que os alunos são os principais agentes da sua própria aprendizagem.

Os objetivos específicos do Prêmio Esdras são: I. Incentivar professores de instituições em todo o país a experimentar, publicar e discutir práticas concretas de ensino jurídico participativo; II. Dar visibilidade às práticas de ensino jurídico participativo, facilitando a sua disseminação por meio de digital; III. Contribuir para a melhora do ensino jurídico no país por meio da difusão de boas práticas de ensino.

Como participar

Conte-nos a sua experiência de atividade desenvolvida com base no ensino participativo, desde a concepção dos objetivos e passos da dinâmica até a interação com os alunos e os resultados obtidos.

Preencha o formulário (arquivo DOC) e envie para premioesdras@fgv.br


Quem foi Esdras Borges Costa

O professor Esdras Borges Costa, nascido em 18 de julho de 1929, foi um grande expoente das Ciências Sociais no Brasil e uma figura importante no processo de consolidação da metodologia de ensino participativo na FGV DIREITO SP.

Graduado em Ciências Políticas e Sociais pela Escola de Sociologia e Política de São Paulo, com pós-graduação em Sociologia na Universidade de Berkeley (EUA), Esdras Borges Costa lecionou na Escola de Sociologia e Política de São Paulo, na Escola de Administração de Empresas da Fundação Getulio Vargas, dentre outras instituições. Foi sócio fundador do Centro Brasileiro de Análise e Planejamento (CEBRAP).

Desde 2002, o professor Esdras atuou intensamente como assessor para metodologia de ensino da FGV DIREITO SP, participando na organização de workshops sobre métodos de ensino, orientação na elaboração de materiais didáticos para o curso, acompanhamento dos docentes da instituição, dentre muitas outras atividades.

O nome que o professor empresta ao Prêmio é uma justa homenagem a quem tanto contribuiu para que um projeto baseado no ensino jurídico participativo pudesse surgir, consolidar-se, e agora se disseminar com vigor por todo o país.

 

EDIÇÃO ANTERIOR

O Prêmio Esdras de Ensino Jurídico teve sua primeira edição em 2014. Conheça as iniciativas premiadas.

Resultado do Prêmio Esdras 2014 – 1ª Edição

Edital do Prêmio Esdras 2014 – 1ª edição

Retificação do Edital do Prêmio Esdras 2014 – 1ª edição