Érica Gorga

Graduação
Núcleo de Direito, Economia e Governança

 

Associate Research Scholar in Law and the John R. Raben/Sullivan & Cromwell Executive Director for the Yale Law School Center for the Study of Corporate Law at Yale Law School (Fall 2013 - Spring 2014).

Visiting Professor of Law, Vanderbilt Law School (Fall 2012). Course: “Comparative Corporate Governance”

Visiting Scholar, Vanderbilt Law School (Oct. 2010).

Visiting Assistant Professor of Law, Cornell Law School (Fall 2007, Fall 2008). Courses: “Comparative Corporate Governance: Current Theories and Developments”; “International Mergers & Acquisitions”          

Lecturer and Post-Doctoral Research Fellow in Law and Economics, University of Texas at Austin School of Law (Jan. 2006 - Jul. 2006). Course: “International Corporate Governance Seminar”

John M. Olin Visiting Scholar in Law and Economics, Stanford Law School (Fall 2002 - Spring 2003).

Pós-Doutora pela University of Texas School of Law at Austin (2006). Doutora em Direito Comercial pela Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo (2005) e bacharel em Direito pela Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo (1999). Atualmente é Associate Research Scholar in Law e John R. Raben/Sullivan & Cromwell Executive Director for the Yale Law School Center for the Study of Corporate Law na Yale Law School. É docente permanente da Graduação em Direito e do Programa de Pós-Graduação em Direito da Escola de Direito de São Paulo da Fundação Getulio Vargas (DIREITO SP), onde leciona cursos sobre Mercado de Capitais, Títulos de Crédito, Fusões e Aquisições Internacionais e Governança Corporativa Comparada. Foi Visiting Scholar na Stanford Law School (Fall 2002 e Spring 2003). Foi Lecturer na University of Texas School of Law (Spring 2006). Foi Visiting Professor Cornell Law School (Fall 2007 e Fall 2008). Foi Visiting Scholar na Vanderbilt Law School (Out. 2010). Foi Visiting Professor na Vanderbilt Law School (Fall 2012). Advogada em São Paulo. Sua área de atuação abrange Direito Comercial, com ênfase em Direito e Economia, desenvolvendo pesquisas principalmente nas seguintes áreas: direito societário, mercado de capitais, fusões e aquisições, governança corporativa e títulos de crédito.

 

 

Livros

GORGA, Érica. Direito societário atual. 1. ed. São Paulo: Elsevier, 2013.

GORGA, Érica (Org.); PELA, Juliana Krueger (Org.). Estudos avançados de direito empresarial. Contratos, direito societário e bancário. 1. ed. São Paulo: Elsevier, 2013.

GORGA, Érica (Org.); SICA, Ligia Paula Pires Pinto (Org.). Estudos avançados de direito empresarial. Títulos de crédito. 1. ed. São Paulo: Elsevier, 2013.

Contribuições para Livros

GORGA, Érica. Arbitragem, governança corporativa e retrocesso no mercado de capitais brasileiro. In: Joaquim Rubens Fontes Filho; Ricardo Pereira Câmara Leal. (Org.). O futuro da governança corporativa. Desafios e novas fronteiras. São Paulo: Saint Paul, 2013, p. 217-232.

GORGA, Érica. Berle e Means e a evolução da propriedade e do controle acionários no mercado de capitais brasileiro. In: Érica Gorga; Juliana Krueger Pela. (Org.). Estudos avançados de direito empresarial. Contratos, direito societário e bancário. São Paulo: Elsevier, 2013, p. 111-130.

GORGA, Érica. Quando um título de crédito se transforma em valor mobiliário? Os casos das cédulas de produto rural e das cédulas de crédito bancário. In: Érica Gorga; Lígia Paula Pinto Sica. (Org.). Estudos avançados de direito empresarial. Títulos de crédito. São Paulo: Elsevier, 2013, p. 247-278.

GORGA, Érica. Análise da eficiência de normas societárias: emissão de preferenciais e tag along. In: Luiz Fernando Martins Kuyven. (Org.). Temas Essenciais de Direito Empresarial. 1 ed. São Paulo: Saraiva, 2012, p. 518-536.

GORGA, Érica. Evidências de aumento progressivo da dependência dos conselheiros de administração brasileiros em face da vinculação de seus votos a acordos de acionistas. In: IBGC - Instituto Brasileiro de Governança Corporativa. (Org.). Governança Corporativa. Discussões sobre os conselhos em empresas no Brasil. 1 ed. São Paulo: Editora Saint Paul, 2012, p. 176-182.

GORGA, Érica . As recentes mudanças nas estruturas de propriedade das companhias abertas brasileiras e suas consequências para o exercício do controle. In: IBGC - Instituto Brasileiro de Governança Corporativa. (Org.). Governança Corporativa. Estrutura de controles societários. 1. ed. São Paulo: Editora Saint Paul , 2009, p. 96-105.

GORGA, Érica. A common law é mais eficiente que a civil law? Considerações sobre tradições de direito e eficiência econômica. In: Decio Zylbersztajn; Rachel Sztajn. (Org.). Direito & economia. Análise econômica do direito e das organizações. São Paulo: Campus, 2005, p. 145-196.

Artigos publicados em Periódicos

Gorga, Érica; Halberstam, Michael. Litigation Discovery and Corporate Governance: The Missing Story About the 'Genius of American Corporate Law' . Emory Law Review, vol. 63, p. 1383-1498, 2014.

BLACK, Bernard S.; DE CARVALHO, Antonio Gledson; GORGA, Érica. What Matters and for which Firms for Corporate Governance in Emerging Markets? Evidence from Brazil (and Other BRIK Countries). Journal of Corporate Finance, v. 18, p. 934-952, 2012.

BLACK, Bernard S.; DE CARVALHO, Antonio Gledson; GORGA, Érica. Corporate Governance in Brazil. Emerging Markets Review, v. 11, p. 21-38, 2010.

GORGA, Érica. Changing the Paradigm of Stock Ownership from Concentrated Towards Dispersed Ownership? Evidence from Brazil and Consequences for Emerging Countries. Northwestern Journal of International Law & Business, v. 29, p. 439-554, 2009.

GORGA, Érica. A remuneração dos executivos brasileiros. Conjuntura Econômica (Rio de Janeiro), v. 63, p. 24-25, 2009.

BLACK, Bernard S.; DE CARVALHO, Antonio Gledson; GORGA, Érica. The Corporate Governance of Privately Controlled Brazilian Firms. Revista Brasileira de Finanças, v. 7, p. 385-428, 2009.

GORGA, Érica. O que o underwriter pode ou não fazer?. Conjuntura Econômica (Rio de Janeiro), v. 62, p. 82, 2008.

GORGA, Érica. O que o underwriter pode ou não fazer?. Revista Jurídica Consulex, v. 11, p. 30-31, 2007.

GORGA, Érica; HALBERSTAM, Michael. Knowledge Inputs, Legal Institutions and Firm Structure: Towards a Knowledge-Based Theory of the Firm. Northwestern University Law Review, v. 101, p. 1123-1206, 2007.

GORGA, Érica.  Culture and Corporate Law Reform: A Case Study of Brazil. University of Pennsylvania Journal of International Economic Law, v. 27, p. 803-905, 2006.

GORGA, Érica; NOGUEIRA, Antonio Carlos; ZYLBERSZTAJN, Decio. A Ameaça da Pirataria. Agroanalysis (FGV), v. 25, p. 30-31, 2005.

GORGA, Érica; REZENDE, C. L.; ZYLBERSZTAJN, Decio. Contratos de soja verde estão ameaçados. Agroanalysis (FGV), v. 25, p. 18-20, 2005.

DE ALMEIDA, Luciana Florencio; GORGA, Érica; ZYLBERSZTAJN, Decio. Crédito agrícola e sistema jurídico. Agroanalysis (FGV), v. 25, p. 42-43, 2005.

GORGA, Érica. A cultura brasileira como fator determinante na governança corporativa e no desenvolvimento do mercado de capitais. Revista de Administração (FEA-USP), São Paulo, v. 39, n.4, p. 309-326, 2004.

GORGA, Érica; SCARE, Roberto Fava; SZTAJN, Rachel; ZYLBERSZTAJN, Decio. Relevância para transformação das instituições no Brasil contemporâneo. Revista de Direito Mercantil Industrial, Econômico e Financeiro, São Paulo, v. 126, p. 101-111, 2002.

GORGA, Érica. Considerações sobre o sistema de telefonia americano e o brasileiro sob a ótica do direito antitruste. Revista de Direito Mercantil Industrial, Econômico e Financeiro, São Paulo, v. 119, p. 196-235, 2000.

GORGA, Érica. A importância dos contratos a futuro para a economia de mercado. Revista de Direito Mercantil Industrial, Econômico e Financeiro, São Paulo, v. 112, p. 157-248, 1998.

Apresentações e Conferências

Shareholder Power Conference, National University of Singapore (Mar. 2014).

Yale Law School (Feb. 2014).

Internacional Conference on Financial Regulation and Comparative Corporate Governance, Tel Aviv University The Buchmann Faculty of Law (Jan. 2014).

Center for Law, Society and Culture Fall 2013 Colloquium Series, Indiana University-Bloomington Maurer School Law (Nov. 2013).

16th Annual Law & Business Conference on Shareholder Power, Vanderbilt Law School (Sept. 2013).

17th Annual Conference of Latin American and Iberian Law and Economics Association (ALACDE), Study Center of the State Attorney General Office of Rio de Janeiro (Jun. 2013).

Capital and Financial Markets – Post-Crisis Developments, Direito GV  (May, 2013).

23rd Annual Meeting of the American Law and Economics Association (ALEA), Vanderbilt University  (May, 2013).

Vinculação dos Membros do Conselho de Administração aos Acordos de Acionistas, Instituto Brasileiro de Direito Empresarial (IBRADEMP) (May, 2013).

Estudos Avançados de Direito Empresarial: Contratos, Direito Societário e Bancário, Direito GV  (Apr. 2013).

Fórum Acadêmico do Instituto Brasileiro de Governança Corporativa (IBGC), São Paulo (Mar. 2013)

29th Annual Conference of the European Association of Law and Economics (EALE), Stockholm University (Sept. 2012).

Vanderbilt Law School (Aug. 2012).

16th Annual Conference of the International Society for New Institutional Economics (ISNIE), University of Southern California Gould School of Law (Jun. 2012).

O Contexto Brasileiro e o Projeto do Comitê de Aquisições e Fusões - CAF, Faculdade de Direito do Largo de São Francisco (FDUSP) (May, 2012).

Columbia Law School (Jan. 2012).

28th Annual Conference of the European Association of Law and Economics (EALE); University of Hamburg (Sept. 2011).

State University of New York Buffalo Law School (Jul. 2011).

Vanderbilt Law School (Oct. 2010).

Fórum Acadêmico do Instituto Brasileiro de Governança Corporativa (IBGC), São Paulo (Oct. 2009).

Direito GV (Oct. 2004, Dec. 2004, Mar. 2007, May 2008, Aug. 2009).

2nd International Conference on Corporate Governance in Emerging Markets, Direito GV (Jul. 2009).

13th Annual Conference of the International Society for New Institutional Economics (ISNIE), University of California at Berkeley, Walter A. Haas School of Business (Jun. 2009).

Harvard Law School/Sloan Foundation Corporate Governance Research Conference, Harvard Law School (Mar. 2009).

University of Florida Levin College of Law (Dec. 2008).

State University of New York Buffalo Law School (Oct. 2008)

3rd Annual Conference on Empirical Legal Studies (CELS), Cornell Law School (Sept. 2008).

Cornell University Law School (Sept. 2008).

12th Annual Conference of the International Society for New Institutional Economics (ISNIE), University of Toronto’s Rotman School of Management, Canada (Jun. 2008).

18th Annual Meeting of the American Law and Economics Association (ALEA), Columbia Law School (May 2008).

Summer Legal & Policy Study in Rio de Janeiro Program, sponsored by Georgia State University, University of Seattle and University of Tennessee, coordinated by Professor Colin Crawford, Pontificia Universidade Catolica (Jun. 2008).

World Wide Junior Corporate Scholar Forum, Columbia Law School (Mar. 2008).

Columbia Law School (Nov. 2007)

University of Tennessee College of Law (Oct. 2007).

Summer Legal & Policy Study in Rio de Janeiro Program, sponsored by Georgia State University, University of Seattle and University of Tennessee, coordinated by Professor Colin Crawford, Pontificia Universidade Catolica (Jun. 2007) 

11th Annual Conference of the Latin America and Caribbean Law and Economics Association (ALACDE), Brasilia (May 2007).

Cornell University Law School (Feb. 2007)

Ronald Coase Institute Conference on Institutional Analysis, University of Chicago (Dec. 2006).

Florida University College of Law (Sept. 2006).

George Mason School of Law (May 2006).

University of Texas School of Law at Austin (Mar. 2006).

9th Annual Conference of the International Society for New Institutional Economics (ISNIE), Pompeu Fabra University (Sept. 2005).

Agrishow, Ribeirão Preto, (May 2005).

Universidade Federal de Goiás, Escola de Agricultura, Goiânia (Apr. 2005).

Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade (FEA), Universidade de São Paulo (Apr. 2005).

21st Annual Conference of the European Association of Law and Economics (EALE), Faculty of Economics, University of Zagreb, Croatia (Sept. 2004).

Ronald Coase Institute Workshop on Institutional Analysis, Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade (FEA) da Universidade de São Paulo (Dec. 2003).

APIMEC (Association of Capital Markets Professionals), São Paulo (Dec. 2003).

George Mason University, Mercatus Center (Oct. 2003).

20th Annual Conference of the European Association of Law and Economics (EALE), University of Nancy 2, Law, Economics and Business School, France (Sept. 2003).

Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade (FEA), Universidade de São Paulo (Aug. 2003).

John M. Olin Law and Economics Seminar , Stanford Law School (Dec. 2002).

Conference on Cross-Listing of Emerging Market Companies on Foreign Exchanges, Stanford Law School, USA (Nov. 2002).

European School on New Institutional Economics, Cargèse, France (Apr. 2002).

Ronald Coase Institute Workshop on Institutional Analysis, Rio de Janeiro (Dec. 2001).

Third Annual Global Development Conference, Rio de Janeiro (Dec. 2001).

VI Simpósio de Iniciação Científica da Universidade de São Paulo (Nov. 1998).

Artigos Publicados em Jornais, revistas e entrevistas

Na crise da Oi, país tem a aprender com EUA, por Graziella Valenti,  Valor Econômico, B7, 28 de julho de 2014.

Aquisição de ações da Dasa realça a difícil interpretação sobre cláusulas de poison pill. o que dizem os estatutos sociais, afinal?, por Mariana Segala, Revista Capital Aberto, junho de 2014.

GORGA, Érica. Nada a esconder. Revista Capital Aberto, São Paulo,  Antítese – p.42, agosto de 2013.

Especialista critica arbitragem em mercado de capitais, Consultor Jurídico, 30 de maio de 2013.

Bolsa é questionada por limites de aluguel, por Téo Takar e Aline Cury Zampieri, Valor Online, 15 de maio de 2013.

Quando o alvo é a queda, por Graziella Valenti, Valor Econômico, 06 de junho de 2012.

O dono mudou?: Trocas de participações dentro dos blocos de controle ampliam as duvidas sobre a incidência de tag along, por Yuki Yokoi, Revista Capital Aberto, 01 de maio de 2012.

Mais empresas saem da bolsa paulista, por Marianna Aragão, Folha Online, 17 de abril de 2012.

Fechamentos de capital dominam cena em 2012, por Graziella Valenti, Valor Econômico, 23 de março de 2012.

Independência fajuta: Definições vagas permitem que conselheiros com isenção contestável ocupem assentos destinados a independentes, por Yuki Yokoi, Revista Capital Aberto, 01 de novembro de 2011.

Reforma do estatuto, novo desafio das empresas, por Vanessa Correia, Brasil Econômico, 08 de setembro de 2011.

Estrela tem registro suspenso na Bolsa, por Bruno Rosa e Wagner Gomes, Jornal O Globo, 05 de julho de 2011.

Estrela não se pronuncia sobre suspensão de registro, por Wagner Gomes, Globo Online, 4 de julho de 2011.

Golpe Batido: por que as companhias continuam presas a um único modelo de defesa contra aquisições hostis?, por Yuki Yokoi, Revista Capital Aberto, fevereiro de 2011.

Cortes de Delaware perdem espaço entre os acionistas, por Luciana Tanoue, Revista Capital Aberto, janeiro de 2011.

Rombos financeiros reascendem proposta de fiscalizar auditorias, por Luciano Feltrin, Brasil Econômico, 14 de dezembro de 2010.

“Polêmico, rodízio de empresas voltará em 2010", diz CVM, Brasil Econômico, 14 de dezembro de 2010.

Ações da PortX, só para quem topa ser debenturista: empresa de Eike Batista que estrou na bolsa na sexta-feira já tem data para ser comprada, por Mariana Sagala, Brasil Econômico, 07 de dezembro de 2010.

Sócios minoritários planejam ter controle de subsidiária da Inepar, por Conrado Mazzoni, Brasil Econômico, 8 de novembro de 2010.

Minoritários montam plano para agilizar IPO da IESA, por Conrado MazzoniBrasil Econômico, 08 de novembro de 2010.

Crescimento favorece pulverização do capital, por Angela Ferreira, Valor Econômico, 25 de outubro de 2010.

Falhas trazem à tona revisão da Lei das S.A., por Luciano Feltrin, Brasil Econômico, 8 de setembro de 2010.

Due diligence é ponto fundamental para reduzir riscos aos investidores e aos intermediários, por Andreia Háfez, Espaço Jurídico Bovespa, 31 de agosto de 2010.

Coisa do passado? Por que alguns advogados entendem que já está mais do que na hora de a Lei das S.As. ser reformulada?, por Silvio Muto, Revista Capital Aberto, agosto de 2010.

Empresas ainda divulgam poucos dados sobre contratos dentro do mesmo grupo, por Graziella Valentini, Valor Econômico, 9 de março de 2010.

Mercado tem armas de defesa e ataque, por Maria Filgueiras, Brasil Econômico, 12 de fevereiro de 2010.

Empresa brasileira avança com oferta hostil: modelo de compra de controle, pouco usado até agora, começa a ganhar espaço com a internacionalização de companhias e a pulverização de capital, por Maria Luíza Figueira, Brasil Econômico, 12 de fevereiro de 2010.

EUA podem mudar regra de captação de private equities, por Lucia Rebouças. Gazeta Mercantil, 18, 19 e 20 de janeiro de 2008.

CVM cria manual para assembléia das empresas abertas, por Vanessa Correia, Brasil Econômico, 18 de dezembro de 2009.

CVM cria manual para assembléias de empresas, Diário dos fundos de Pensão, 18 de dezembro de 2009.

Empresas vêem na governança saldo positivo da crise, por Maria Cristina Farias, Folha de S. Paulo Online, 13 de dezembro de 2009.

Controlador da GVT pode neutralizar “veneno”, por Talita Moreira e Heloísa Magalhães, Valor Econômico, 10 de setembro de 2009.

Governança corporativa dá salto qualitativo no Brasil, por Renato Russo, Valor Econômico, 25 de agosto de 2009.

Governo e governança, aqui e na China, Revista Razão Contábil, julho de 2009.

CVM permite retirada de “poison pills” de estatutos, por Marianna Aragão, O Estado de São Paulo, 27 de junho de 2009.

CVM discute regras para adoção de “poison pills” nas empresas, Último Segundo, 01 de junho de 2009.

Recurso foi importado dos EUAÚltimo Segundo, 01 de junho de 2009.

CVM discute novas regras para adoção de “poison pills” nas empresas, por Marianna AragãoO Estado de São Paulo, 1 de junho de 2009.

Recurso foi “importado” dos Estados Unidos, por Marianna Aragão, O Estado de São Paulo, 01 de junho de 2009.

Previ e Cade ditarão o futuro da BRF, por Márcio Anaya, Valor Econômico, 01 de junho de 2009.

Parecer da CVM pode levar a mudança nos estatutos, por Sílvia Fregoni, Graziella Valenti e Catherine VieiraValor Econômico, 20 e 21 de abril de 2009.

Incorporações testam novo modelo: com uma tradição de mau negócio para minoritários, operações entre empresas agora seguirão padrão proposto pelo regulador do mercado, por Graziella Valenti, Valor Econômico, 16 de abril de 2009.

Empresas são contra abertura de salário, por Graziela Valenti e Sílvia Fregoni, Valor Econômico, 7 de janeiro de 2009.

S.A. resiste à divulgação de salários, por Sílvia Fregoni e Graziella Valenti, Valor Econômico, 7 de janeiro de 2009.

Uma pílula no caminho, por Danilo Gregório, Revista Capital Aberto, janeiro de 2009.

Avanço na governança em xeque, por Graziella Valenti, Valor Econômico, 9 de dezembro de 2008.

Contra as incertezas, a bolsa oferece segurança: um rigoroso acompanhamento dos negócios propicia mais segurança aos investidores que atuam na BM&FBOVESPA, por Theo Carnier, Revista da Nova Bolsa, outubro de 2008.

Limite da participação de underwriter em operações precisa ser aperfeiçoadoEspaço Jurídico Bovespa, 4 de setembro de 2008.

Venda da Aracruz para VCP inspira novo modelo de fusão, por Guilherme Barros, Folha de São Paulo, 18 de agosto de 2008.

BNDES definirá custo final da transação que unirá VCP e Aracruz, por Graziella Valenti e Vera Saavedra Durão, Valor Econômico, 8, 9 e 10 de agosto de 2008.

Mesmo sem majoritários, dispersão de controle é impedida por política de acordos de acionistas¸ por Andréa Háfez, Revista da Nova Bolsa, 4 de agosto de 2008.

Transparência é essencial para o mercado acionário, Editorial do Jornal Gazeta Mercantil, 24 de julho de 2008.

GORGA, Érica. As supostas poison pills do Brasil e as dos EUA. Gazeta Mercantil, São Paulo, p. A3, 22 jul. 2008.

Capital pulverizado ganha mais força na Bovespa, por Andréa Vialli, Estado de São Paulo, 21 de julho de 2008.

Empresas brasileiras já tem o capital mais desconcentrado, Diário dos Fundos de Pensão, 21 de julho de 2008.

Capital pulverizado ganha mais força na Bovespa, por Andréa Vialli, Estado de São Paulo, 21 de julho de 2008.

Diminui a concentração de capital de empresas abertas. Companhias em mãos de um único controlador caem pela metade, por Andréa Vialli. Jornal do Comércio, 21 de julho de 2008.

Multimercados à prova: maioria das carteiras independentes perde para o CDI e muitas têm resultado negativo e resgates elevados no ano, por Angelo Pavini, Valor Econômico, 4, 5 e 6 de julho de 2008.

A armadilha das poison pillsRevista Razão Contábil, 1 de julho de 2008.

Acordo limita a atuação de conselheiros, por Lúcia Rebouças e Maria Luíza Figueiras, Gazeta Mercantil, 17 de junho de 2008.

Medidas para evitar concentração de controle estão presentes na maioria dos estatutos, Espaço Jurídico Bovespa, 2 de junho de 2008.

Companhias abusam da “poison pills”, por Lúcia Rebouças, Gazeta Mercantil, 29 de maio de 2008.

Padrão dissecado. Estudo da FGV dá o primeiro passo para um acompanhamento permanente da governança no Brasil e constata: ainda há muito pouco ativismo de minoritários, por Silvio Muto. Revista Capital Aberto, maio 2008.

Responsabilidade de administrador gera debate, por Catherine Vieira e Grazilla Valenti. Valor Econômico, 10 de abril de 2008.

Operações de fusões e aquisições de empresas cresceram 15% em 2007Revista CBN, 6 de abril de 2008.

GORGA, Érica. Abaixo a Reserva de Mercado. Revista Capital Aberto, São Paulo, p. 62 - 63, 07 mar. 2008.

EUA discutem IPO de private, por Lúcia Rebouças, Gazeta Mercantil, 18, 19 e 20 de janeiro de 2008.

GORGA, Érica. O que o underwriter pode ou não fazer?.Gazeta Mercantil, São Paulo, p. B5, 05 jul. 2007.

Regulamentação de IPO está defasada, por Lucia Rebouças. Gazeta Mercantil, 26 de junho de 2007.

Soltos demais? Comparamos as regulações de EUA e Brasil sobre a atividade dos bancos coordenadores nas ofertas públicas e concluímos: aqui temos bem menos regras para prevenir os conflitos de interesses, por Adriana Souza Silva.  Revista Capital Aberto, agosto 2007.

Tese sugere mudanças para mercado de capitais, por Maria Fernando Ribeiro. Jornal de Piracicaba, 29 de junho de 2005.

GORGA, Érica. Contratos, segurança jurídica e desenvolvimento econômico. Boletim do Instituto Tendências de Direito e Economia, São Paulo, p. 4 - 5, 01 abr. 2005.

Direito para o mundo real, por Eduardo Geraque. Agência FAPESP, 21 de dezembro de 2004.

ZYLBERSZTAJN, Decio; GORGA, Érica. Economia, direito e a solução de conflitos no campo. Valor Econômico, São Paulo, p. A4, 11 out. 2004.

 

Working Papers

GORGA, Érica. Corporate Control & Governance after a Decade from 'Novo Mercado': Changes in Ownership Structures and Shareholder Power in Brazil.

GORGA, Érica. Is “Good Faith” a Subjective or Objective Standard? A Critique of Delaware’s Recent Case Law.

 

Bolsas e Prêmios:

Prêmio IBGC - Itaú - Academia 2012 (primeira colocação), Instituto Brasileiro de Governança Corporativa.

Prêmio IBGC de Governança Corporativa Academia 2008 (segunda colocação), Instituto Brasileiro de Governança Corporativa.

Visiting Scholar Grant, Stanford John M. Olin Program in Law and Economics, 2003.

Bolsa de Iniciação Científica concedida pela FAPESP 1997/1998.

Bolsa de Doutorado Direto concedida pela FAPESP, junho de 2000 a maio de 2004.

                                                                                                                                                                 

Educação Executiva Presencial, Customizada e a Distância