Clínica de Mediação e Facilitação de Diálogos

Sob coordenação da professora Maria Cecília de Araújo Asperti, a Clínica de Mediação e Facilitação de Diálogos tem como objetivo conscientizar e treinar o uso da mediação e de outras formas de facilitação de diálogo, já que estas têm um potencial transformador profundo e duradouro no fortalecimento do sentimento de cidadania e de pertencimento das pessoas a uma comunidade.

Uma das frentes da Clínica de Mediação e Facilitação de Diálogos se dá no âmbito comunitário, onde atuam em consonância com a Rede Social Bela Vista. Os alunos participam ativamente de mutirões da cidadania e difundem cartilhas informativas sobre mediação, contribuindo para a difusão desta forma de resolução de conflitos como meio efetivo de solução e para a formação de cidadãos mais conscientes de seus direitos e deveres e aptos a solucionar seus próprios conflitos.

A clínica também analisa formas consensuais de solução de conflitos no Judiciário, com análise de conciliações reais que acontecem antes ou no curso de uma demanda judicial, e promove simulações de mediação empresarial com alunos de outras instituições de ensino.

Trabalhos

Cartilha sobre Mediação

A Cartilha sobre Mediação elaborada pelos alunos da clínica em 2012 visa a difusão da mediação comunitária, seja em mutirões de cidadania, viradas sustentáveis ou mesmo em atividades realizadas em escolas e outras entidades do bairro. De uma forma simples e direta, explica como funciona, para que serve e em que casos a mediação pode ser utilizada. A cartilha foi distribuída por alunos da clínica em dois mutirões de cidadania realizados no bairro da Bela Vista, onde os alunos tiveram a oportunidade de apresentar o conceito da mediação diretamente à população.

Acesse a Cartilha sobre Mediação 

Participação em Curso de Hospitalidade a Mulheres em Situação de Vulnerabilidade Social

Os alunos da Clínica de Mediação e Facilitação de Diálogos participaram do curso de hospitalidade realizado pela Associação Paulista de Apoio à Família (Apaf) voltado à inserção no mercado de trabalho de mulheres em situação de vulnerabilidade social. Assim, eles trabalharam a mediação comunitária como uma forma de empoderamento dos envolvidos no conflito e incentivo à busca de formas consensuais de solução.

A Apaf faz parte da Rede Social Bela Vista, parceira da clínica. Enquanto as creches que a Apaf mantém cuidam das crianças, o curso de hospitalidade cuida das mães, oferecendo cursos e apoio no atendimento psicológico e atendimento jurídico, além de ser um local onde são realizadas atividades para o desenvolvimento de habilidades e competências que deem a essas mulheres chances de ter acesso ao mercado de trabalho.

Os alunos desenvolveram dinâmica sobre as técnicas de mediação, a partir da cartilha de mediação elaborada pela clínica, e escutaram os conflitos mais comuns pelos quais passam essas mulheres, trabalhando a mediação na área de gênero, família e violência.