Duração do curso
2 meses
Inscrições Encerradas. Para ser informado(a) quando uma nova turma abrir, clique no botão de "avise-me" e preencha com seu e-mail.

Apresentação

A área de Relações Institucionais e Governamentais (RIG) está em ebulição. Empresas globais que se instalam no Brasil possuem áreas de policy ou de public affairs consolidadas ou em franca expansão; empresas brasileiras avançam na estruturação de seus departamentos de Relações Governamentais (RelGov); escritórios de advocacia apostam cada vez mais em áreas especializadas em assuntos governamentais.

Interdisciplinar, a área de RelGov tem relação intrínseca com o Direito: constrói e é construída por elementos essencialmente jurídicos. De um lado, está em seu cerne o conhecimento profundo da máquina governamental e das competências de cada ator nas diferentes arenas, bem como a atuação direta e indireta com vistas a legitimamente influenciar decisões públicas – em especial decisões legislativas e regulatórias. De outro, estão na lei – ou em suas lacunas – os elementos que condicionam a atividade e que lhe garantem a necessária idoneidade. Empresas buscam com cada vez mais frequência assessoria para a definição de parâmetros que lhes permitam atuação segura frente a agentes e autoridades públicas.

O objetivo do presente curso é apresentar e desenvolver os aspectos jurídico-políticos que cercam a atividade de relações institucionais e governamentais. Pressupõe que o profissional do direito terá espaço cada vez mais amplo na área de RIG – na atuação direta, na definição de táticas e estratégias, na avaliação de riscos, na definição de regras de conduta seguras às empresas, na apuração de eventuais irregularidades. Os conhecimentos da área de RIG são ainda relevantes à atividade negocial do profissional do Direito frente ao Estado.

No conteúdo, o curso parte de conceitos básicos inerentes à atividade de relações institucionais e governamentais – lobby, advocacy, atores, arenas, processos decisórios, construção de cenários, desenhos de atuação. Depois, avalia a dinâmica contemporânea do Estado brasileiro, enveredando pelo funcionamento efetivo dos Poderes Executivo e Legislativo e, em especial, por seus processos de produção normativa. O objetivo é compreender o processo decisório e identificar possibilidades de participação privada em debates públicos. 

Sob a ótica de ferramentas, almeja desenvolver habilidades relacionadas à compreensão de elementos conjunturais que incidem sobre dinâmicas decisórias do poder público, bem como à atuação em tais contextos, como mapeamento de atores e processos.
 


Público-Alvo

O curso é voltado para profissionais recém-formados e/ou com interesse em departamentos de policy e de relações institucionais e governamentais de empresas, bem como a interessados em áreas de assuntos institucionais e governamentais de escritórios de médio e grande porte no país. Não é necessária experiência prévia.