Notícias

O constitucionalista da FGV e a cientista política Maria Hermínia Tavares de Almeida, do Cebrap e USP, analisaram as ameaças ao sistema democrático nos atuais cenários global e brasileiro.  

Oscar Vilhena Vieira, professor de Direito Constitucional da FGV Direito SP, e Maria Hermínia Tavares de Almeida, professora titular de Ciência Política da USP e pesquisadora do Cebrap, participaram da 11ª Conferência comemorativa dos 60 anos da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp) intitulada “Riscos à Democracia”.  

O encontro ocorreu em 22 de junho, com abertura de Ronaldo Aloise Pilli, vice-presidente do Conselho Superior da Fapesp, e moderação de Marta Arretche, coordenadora adjunta de Ciências Humanas e Sociais da Fapesp e professora titular do Departamento de Ciência Política da USP.

Os palestrantes buscaram analisar os ataques às democracias e os mecanismos institucionais pelos quais as democracias se defendem. Oscar Vilhena Vilhena apresentou pesquisa, realizada pelo Núcleo de Justiça e Constituição da FGV Direito SP, sobre o método do infralegalismo autoritário. Já Maria Hermínia Tavares de Almeida traçou um panorama sobre o declínio do apoio à democracia ao redor do globo.