Notícias

A mestre e doutoranda Livia Buzolin e a mestre Ana de Mello Côrtes, ambas do Mestrado e Doutorado Acadêmico em Direito e Desenvolvimento da FGV Direito SP, estiveram na Noruega em março para ministrar aulas sobre gênero e autocratização para alunos e alunas do programa de mestrado do Departamento de Governo da Universidade de Bergen. As aulas foram dadas no curso “Gendered Autocratization” ao lado das professoras Lise Rakner e Siri Glopen, esta última considerada uma das maiores especialistas globais em Direito e gênero.

Livia, que atualmente também é pesquisadora voluntária do Núcleo de Gênero e Direito, e Ana foram responsáveis pela organização do curso e ministraram aulas sobre um tema que é bastante atual e que trata de analisar processos capitaneados por líderes autocráticos que, apesar de aparentemente mobilizar avanços por igualdade de gênero, na verdade promovem mudanças que colocam em risco a democracia. Entre esses processos, foi estudado como o uso da “ideologia de gênero” tem afetado o ensino em diversos lugares do mundo, com destaque para o caso brasileiro e quais lições podem ser aprendidas com o Brasil, que tem conseguido aumentar seu índice de democracia nos últimos anos.

O curso foi oferecido para alunos e alunas de Doutorado de todo o mundo. Entre as alunas estavam Priscila Coelho e Helena Funari, ambas doutorandas em Direito e Desenvolvimento do Doutorado Acadêmico da FGV Direito SP. Elas apresentaram as pesquisas intituladas “Gênero e julgamento no campo criminal: perspectivas das juízas sobre a magistratura e as diversas maneiras de acessar e expressar poder” e “Representação Política e os Modelos de Financiamento de Campanhas no Brasil”, respectivamente.