Estrutura e responsabilidade da empresa: o moderno paradoxo regulatório

Autor: 
José Engrácia Antunes
Resumo (abstract): 

O regime legal da responsabilidade empresarial foi sempre, em grande medida, fruto da evolução histórica das próprias formas jurídicas da empresa. Na sequência dos regimes da empresa individual (responsabilidade ilimitada da pessoa física do empresário) e da empresa societária (responsabilidade limitada dos accionistas da pessoa colectiva), a emergência da empresa de grupo como forma típica de organização da grande empresa global do séc. XXI veio abrir uma verdadeira crise nos quadros jurídico-societários tradicionais. Depois de encetar uma análise dos principais modelos legislativos existentes a nível mundial (modelo “tradicional” norteamericano, modelo “revolucionário” europeu, modelo “dualista” alemão), o autor acaba por concluir pela existência de um paradoxo regulatório no seio do próprio direito das sociedades comerciais.

Post new comment

The content of this field is kept private and will not be shown publicly.
Image CAPTCHA
Enter the characters shown in the image.
To prevent automated spam submissions leave this field empty.

Portal FGVENG

Escolas FGV

Acompanhe na rede