FGV DIREITO SP premia iniciativas inovadoras em metodologia de ensino

23/06/2015[Atualizado em: 17/04/2017 - 09:10]
FGV DIREITO SP premia iniciativas inovadoras em metodologia de ensino

A Escola de Direito de São Paulo da Fundação Getulio Vargas (FGV DIREITO SP) organiza no próximo dia 25, a partir das 17h, o encontro “Ensino Jurídico em debate: iniciativas que fazem a diferença”, que reunirá especialistas e professores para analisar iniciativas de atividades que colocam o aluno como protagonista de sua aprendizagem e favorecem o ensino na graduação e na pós-graduação.

Participam do debate os seguintes nomes:

Bernardo Bissoto Queiroz de Moraes - Diretor de articulação discente da ABEDI (Associação Brasileira do Ensino do Direito)
Dircêo Torrecillas Ramos - Presidente da Comissão do Ensino Jurídico da OAB-SP
Rogério Sottili - Secretário-adjunto de Direitos Humanos e Cidadania da Prefeitura do Município de São Paulo
Antonio Carlos Caruso Ronca - Conselheiro do Conselho Nacional de Educação – CNE
Marta Wendel Abramo - Secretaria de Regulação e Supervisão da Educação Superior – SERES (a confirmar)


Na ocasião, o Núcleo de Metodologia de Ensino da FGV DIREITO SP irá entregar o Prêmio Esdras Borges, criado para identificar iniciativas inovadoras do ensino jurídico brasileiro,  a iniciativa de metodologia de ensino mais inovadora. O prêmio, lançado em 28 de outubro de 2014, recebeu 36 inscrições, provenientes de 26 instituições de ensino localizadas em 10 Estados de todas as regiões do país.

Os critérios de julgamento foram o protagonismo alcançado pelos alunos, o planejamento didático-pedagógico, a interface com outras disciplinas, o diálogo com o contexto social e o potencial de difusão e replicação do material didático.

A comissão julgadora foi formada pelos professores Alexandre Kehrig Veronese Aguiar (UnB), José Garcez Ghirardi (FGV DIREITO SP), Nara Cristina Takeda Taga (FGV DIREITO SP – Pós-GVlaw), Nuno Manuel Morgadinho dos Santos Coelho (FDRP-USP) e Roberto Baptista Dias da Silva (FGV DIREITO SP).

O primeiro lugar foi dividido entre as professoras Ana Maria de Sant’Ana e Silmara Faro Ribeiro, da Universidade Braz Cuba, que ministraram uma disciplina que levou o alunos a identificar situações reais, levantar dados, fazer entrevistas, estudar as situações jurídicas envolvidas e apresentar propostas de mudança em políticas públicas que possam contribuir para a prevenção dos problemas. O projeto se chama “Políticas Públicas no Município de Mogi das Cruzes e Região do Alto Tietê.”

Com o primeiro lugar, Ana Maria e Silmara irão participar da edição de 2015 da Conferência Acadêmica da Law Schools Global League (LSGL) como membro convidado da delegação da FGV DIREITO SP, premiação que inclui as passagens aéreas de ida e volta, translado e hospedagem durante o evento. Os professores e as professoras autores de outras quatro atividades receberão placa de menção honrosa. Todos os materiais didáticos considerados qualificados pela comissão julgadora serão colocados à disposição no Banco de Materiais de Ensino Jurídico Participativo da FGV DIREITO SP.

Comentários

O conteúdo deste campo é privado não será exibido ao público.
CAPTCHA de imagem
Digite o texto exibido na imagem.
To prevent automated spam submissions leave this field empty.

Portal FGVENG

Escolas FGV

Acompanhe na rede