Prêmio Esdras de Ensino do Direito

Como forma de reconhecer práticas de ensino jurídico participativo em todo o país, a FGV Direito SP criou o Prêmio Esdras Borges Costa de Ensino do Direito. O Prêmio Esdras destina-se a professores que lecionam disciplinas jurídicas em cursos de Direito ou disciplinas jurídicas em cursos de outras áreas de conhecimento no Brasil, tanto de graduação quanto de pós-graduação ou em cursos de curta duração oferecidos por instituição de ensino superior. O prêmio abrange qualquer atividade de ensino participativo que tome o aluno como o principal agente da sua própria aprendizagem. 

Como forma de reconhecer o bom trabalho desempenhado Brasil afora, a cada edição do Prêmio Esdras há diversas premiações para as melhores atividades. 

 

Logo Prêmio ESDRAS

Objetivos do Prêmio Esdras

O Prêmio Esdras de Ensino do Direito tem por objetivo fortalecer a metodologia de ensino de cursos jurídicos que adotam o protagonismo do aluno como base de todo o processo de aprendizagem, por meio da identificação de experiências semelhantes em outras instituições de ensino de Direito no Brasil. Com ele, a FGV Direito SP pretende criar um círculo virtuoso no ensino jurídico brasileiro, que coloque a reflexão sobre as práticas docentes dentro e fora da sala de aula no foco da discussão. 

Por meio do Prêmio Esdras, a escola intensifica sua atuação para aumentar a qualidade do ensino jurídico brasileiro, na crença de que é possível atingir um patamar mais qualificado por meio do incentivo à adoção de métodos de ensino inovadores, que apresentem uma alternativa ao modelo tradicional de aula expositiva e mostrem que os alunos são os principais agentes da sua própria aprendizagem. 

Os objetivos específicos do Prêmio Esdras são: 

I. Incentivar professores de instituições em todo o país a experimentar, publicar e discutir práticas concretas de ensino jurídico participativo; 

II. Dar visibilidade às práticas de ensino jurídico participativo, facilitando a sua disseminação por meio de digital; 

III. Contribuir para a melhoria do ensino jurídico no país por meio da difusão de boas práticas de ensino. 

IV. Estimular a inovação no ensino jurídico, inclusive por meio de metodologias participativas criativas, uso de novas tecnologias, e definição de objetivos de ensino relevantes ao contexto social. 

Banco de Materiais de Ensino Jurídico Participativo

As atividades que se destacam no Prêmio Esdras são incorporadas ao Banco de Materiais de Ensino Jurídico Participativo.

Quem foi Esdras Borges Costa

O professor Esdras Borges Costa, nascido em 18 de julho de 1929, foi um grande expoente das Ciências Sociais no Brasil e uma figura importante no processo de consolidação da metodologia de ensino participativo na FGV Direito SP. 

Graduado em Ciências Políticas e Sociais pela Escola de Sociologia e Política de São Paulo, com pós-graduação em Sociologia na Universidade de Berkeley (EUA), Esdras Borges Costa lecionou na Escola de Sociologia e Política de São Paulo e na Escola de Administração de Empresas da Fundação Getulio Vargas, dentre outras instituições. Foi sócio fundador do Centro Brasileiro de Análise e Planejamento (CEBRAP). 

O professor Esdras atuou intensamente como assessor para metodologia de ensino durante o processo de criação da FGV Direito SP, participando na organização de workshops sobre métodos de ensino, orientação na elaboração de materiais didáticos e acompanhamento dos docentes da instituição, dentre muitas outras atividades. 

O nome que o professor empresta ao prêmio é uma justa homenagem a quem tanto contribuiu para que um projeto baseado no ensino jurídico participativo pudesse surgir, consolidar-se, e agora se disseminar com vigor por todo o país.

Como participar do Prêmio Esdras de Ensino do Direito

Fique atento ao site da FGV Direito SP e assista aos vídeos abaixo com dicas sobre como participar do Prêmio Esdras.

Precisamos pensar, viver e praticar o Direito de outra forma – e portanto, ensinar o Direito de outra forma.

José Garcez Ghirardi

Professor da FGV Direito SP
Retrato

Ao reconhecer as melhores atividades de ensino participativo, nós queremos incentivar que professores invistam nesse tipo de ensino em sala de aula, que é transformador da realidade jurídica.

Emerson Fabiani

Coordenador executivo do FGV LAW
Retrato

Um bom material didático é aquele que leva o aluno ao debate, estimulando sua capacidade reflexiva e argumentativa.

Luciana Ribas

Assistente da coordenação acadêmica do FGV LAW
Retrato

Divulgar uma dinâmica de sala de aula no Banco de Materiais de Ensino Jurídico Participativo é interessante porque abre as portas para que outros docentes utilizem a mesma metodologia, permitindo contatos que podem levar ao aperfeiçoamento da técnica.

Tathiane Piscitelli

Professora da FGV Direito SP
Retrato

O Prêmio Esdras tem o objetivo e trabalhar o reconhecimento e o mapeamento de atividades inovadoras ao redor do Brasil.

Guilherme Klafke

Professor e pesquisador da FGV Direito SP
Guilherme Klafke

 

 

4º edição do Prêmio Esdras de Ensino do Direito

A 4ª edição do Prêmio Esdras ocorre em 2022. 

Acesse os documentos abaixo e saiba mais. 

Regulamento do Prêmio Esdras

Edital da 4ª Edição do Prêmio Esdras

Formulário de inscrições

3ª Edição do Prêmio Esdras de Ensino do Direito

2ª Edição do Prêmio Esdras de Ensino do Direito

A 2ª edição do Prêmio Esdras foi realizada em 2018. Acesse os documentos abaixo e saiba mais. 

Edital da 2ª Edição do Prêmio Esdras

Entrevista com o vencedor da 2ª Edição do Prêmio Esdras 

1ª Edição do Prêmio Esdras de Ensino do Direito

Saiba como participar

Assista o tutorial ao lado e veja como inscrever sua iniciativa de ensino jurídico participativo no Prêmio Esdras.

Receba mais informações

Preencha seus dados e receba informações sobre o Prêmio Esdras