O STF e a construção institucional das autoridades reguladoras do sistema financeiro: um estudo de caso das ADIns

Edição: 
Revista DIREITO GV 9
Autor: 
Camila Duran-Ferreira
Resumo (abstract): 

Este artigo pretende avaliar a atuação da corte constitucional brasileira, O Supremo Tribunal Federal, como verdadeiro ator no desenho institucional das autoridades reguladoras do sistema financeiro nacional, o conselho monetário nacional (CMN) e o banco central do Brasil (BCB). Sua interação com os poderes políticos, por meio do julgamento de ações diretas de inconstitucionalidade (ADINS), ao longo dos últimos 20 anos, forneceu balizas jurídicas para a construção dessas autoridades. Esta pesquisa, que parte de uma análise qualitativa das decisões do tribunal como estudo de caso, mapeou os temas e atores interessados na regulação do sistema financeiro e na estrutura dessas entidades, assim como procurou demonstrar como a atuação da corte reforçou a competência normativa desses órgãos. Ao final, este artigo delineia parâmetros para eventual edição de futura legislação, que vise regular o sistema financeiro, revogando a lei 4594 de 1964, e conceder eventual autonomia ao banco central do Brasil.

Comentários

O conteúdo deste campo é privado não será exibido ao público.
CAPTCHA de imagem
Digite o texto exibido na imagem.
To prevent automated spam submissions leave this field empty.

Portal FGVENG

Escolas FGV

Acompanhe na rede